quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011


Embora nada nos leve ao passado em que estivemos juntos;
e nada jamais nos faça ser quem um dia fomos, e dizer o que un dia dissemos..
Embora tudo tenha doido como uma facada ou como o fogo quando arde na pele..
Embora o destino tenha nos separado sem pedir permissão, e os caminhos levaram-nos ao mais distante possivel..
Embora estaremos sós sempre..
No fundo, bem lá no fundo; por baixo de todas as feridas cicatrizadas, em algum lugar escondido, em uma chama quase que imperceptível; nós ainda estamos lá.

Dentro de mim,
dentro de você.
Dentro de nós.

10 comentários:

DRISINHA disse...

NOUSSA, ARREPIEI!

*-*

Danilo de Lima disse...

Belo texto! *__* No fundo, ainda há amor...

http://desquotidiano.blogspot.com/

Lolly disse...

adoreei *-*

TADEU disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
srta paty disse...

Estou seguindo seu blog. Segue o meu?
ps-srtapaty.blogspot.com

Beijos.

Daniele disse...

Nossa... belo texto, adorei
Beijos

http://chabiscoitoseumlivro.blogspot.com/

Karla Hack dos Santos disse...

Que lindo!
Dá para sentir cada palavra!

;D

Jânio Quadros Notícias disse...

Humm, que lindo o texto. gostei da fim, dentro de mim, dentro de você, dentro de nós. Massa.

http://janioquadrosnoticias.blogspot.com

Rubi disse...

Que texto lindo!
Tem pessoas que nascem com o dom de encantar pelas palavras, parabéns por ser uma delas.

http://allclassics.blogspot.com/

Rachel Lima disse...

Uau, foi lindo, mesmo *-* E adorei a foto do início, combinou, *-*
http://etcoetra.blog.br