sábado, 15 de maio de 2010

It's time.



Agora é tempo de paz. O vento soa como cantiga de ninar, o céu é azul cintilante e profundo. Não me canso de adimira-lo. O coração parece leve como uma pena que voa, parece tranquilo, limpo. Eu quase posso tocar a felicidade, quase posso alcançar as nuvens. A luz me sorri e me estende a mão com sua eterna bondade, me oferece o caminho que sonhei nas noites de transtorno. Eu caminho junto dela agora. Posso até sorrir. O branco reina. Adeus escuridão, adeus cinza;


Adeus por enquanto.
C.

14 comentários:

Fica A Dica disse...

adeus por enquanto :S caraca

Francorebel disse...

Posta da paz... tranquilizou-me... valeu!

Esther cyrraia disse...

adeus escuridão, adeus cinza... bela imagem de renascimento espiritual...

sucesso!!

ZUMBIE DOLL disse...

muito bom o texto
o modo que usa os contrastes cromáticos para simbolizar a mudança, lembra alguns textos meus.
curti

http://bonecozumbie.blogspot.com/

Fabiano disse...

confesso que poemas não são o meu forte. sinto dificuldade de captar o que os grandes poetas querem passar com seus escritos. ai vejo alguns comentários e não consigo perceber nos mesmos a compreensão do que vc quis dizer.
desculpe a minha ignorância.
mas uma coisa não se pode negar, vc tem o dom para a escrita.

http://blog-do-faibis.blogspot.com/

Wesley Venâncio disse...

Nossa, primeiramente quero dar os parabéns a você. Você escreve muito bem.
Esse poema parece um sonho. Tipo, "acima das nuvens a sempre um sol radiante". Nada melhor que paz depois de um periodo de tristeza...


Novamente, parabéns!

Andrei Vinicius Morais disse...

Bonito e sutil!
Unir elementos simples em uma construção textual é o que está faltando. Adorei :)

Sutto disse...

Muito bom o texto.
Sabes brincar com as palavras.

Lucas Oliveira disse...

Otimo texto ^^

deborestt o BLOG disse...

fluemm mesmo viuuu

Luiz Brisa disse...

suas palavras ficao otimas nesse estilo d contexto^^

Marcos Lucas disse...

Lindo o seu texto

- Rεnata Alvεs disse...

Adeus escuridão, adeus cinza ...
é tão importante encontrar a paz durante nosso caminho e fazer dela um guia constante

Tomaz C Frausino disse...

Simplesmente belo... a verbalização de coisas que não realizam ações dá um toque muito belo... gostei muito...
Vou te seguir... me segue lá tbm
http://literaturandoomundo.blogspot.com/