sábado, 17 de julho de 2010

.

A cena se repete, e, novamente, você se vai. Deixando apenas rastros e uma escolha no caminho. Mas estou cansada, já passei por essa estrada milhares de vezes. Eu só quero te encontrar, somente olhar pra você, ver teu sorrir e lembrar-me de quem já fomos.
Foi tudo tão conciso e ao mesmo tempo tão intenso que já me é impossível tentar esquecer. Eu que já nem lembrava mais como pesava ficar longe de você, agora cá estou neste abismo, sem saber como sair.
Apenas tuas mãos me salvariam.

5 comentários:

Raphael Andrade disse...

Profundo!
[como sempre, o "amor" nos deixando na mão] sem saber pra onde ir, e o que fazer. Nem ao menos conseguimos esquecer.
Abraços
http://jovemandrade.blogspot.com/

Luiz Brisa disse...

bem profundo
isso mexe com as gnt
^^

semsabor disse...

O amor e o Drama andam sempre de mão dadas né? eu já vi esse filme antes,será que dá pra gostar de alguem se que doa,e sem que faça mal?

http://semsaboor.blogspot.com/

Larissa disse...

Noossa, bem profundo mesmo..aaah o amor.. Aamei muito esse post ;* Belo blog hein..
visita meu blog: http://www.meeuverso.blogspot.com

Nath disse...

super melancolico, mas faz pensar.
Parabéns ;*